Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Claro como a água

09.01.19

OPINIÃO | Becoming

Rita
Título: Becoming Autor: Michelle Obama Editora: Objectiva Ano de publicação: 2018   O livro de Michelle Obama tem sido falado por vários leitores, esgotou em algumas livrarias, li que terá sido o livro mais vendido de 2018, e foi presente de Natal de muitos leitores, grupo onde eu me incluo. Fiz vários choradinhos por este livro até conseguir que o marido o pusesse no sapatinho    O veredicto: este livro não é menos do que eu imaginava! É difícil interessar-me por um (...)
27.03.18

Como a Não-Ficção se tornou um hábito de leitura

Rita
Creio já ter referido, algures no final do ano passado, que andava a explorar a não ficção. Pois bem, explorei tanto que tenho a certeza de que a realidade (como gosto de apelidar a não ficção) veio para ficar.   A minha profissão requer que acompanhe sub-temas específicos de três grandes temáticas: Análise de dados, Finanças e Informática. A nível pessoal interesso-me principalmente por temáticas como Divulgação Científica, Saúde e Bem-Estar. Entre interesses (...)
31.12.17

OPINIÃO | O Caminho Imperfeito

Rita
    Título: O Caminho Imperfeito Autor: José Luís Peixoto Ano da primeira publicação: 2017 Editora: Quetzal Editores   Se há algo relevante neste post e que merece ser retido é que foi com esta obra que José Luís Peixoto me conquistou. É certo que dele li apenas três livros para além deste último, talvez não tenha começado pelos melhores, este foi especial.   Porque escrevo? Escrevo porque quero que os meus filhos saibam quem sou. Tenho esperança de que estas (...)
05.08.16

OPINIÃO | Como um Romance

Rita
  Título: Como um Romance Autor: Daniel Pennac Ano da primeira publicação: 1992 Editora: Edições Asa   "O verbo ler não suporta o imperativo. É uma aversão que compartilha com outros: o verbo «amar»... o verbo «sonhar»..."   Um ensaio bri-lhan-te!   O autor Daniel Pennac descreve em 
29.07.16

OPINIÃO | Furiosamente Feliz

Rita
  Título: Furiosamente Feliz Autor: Jenny Lawson Ano da publicação: 2016 Editora: Marcador   "Somos todos bastante bizarros, alguns de nós são apenas melhores a escondê-los."   Quando terminei este livro sentia-me tão bem, tão feliz. Só me apetecia falar sobre o livro, recomendá-lo, reler as passagens mais marcantes e olhar, uma vez (...)