Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Claro como a água

Claro como a água

04.06.20

Maio

Rita
Maio foi, tal como abril fora, um mês de adaptações, ainda que mais tranquilo aqui por casa uma vez que continuamos em teletrabalho. No que se refere a leituras, comecemos pela desistência - algo que não acontecia há bastante tempo - da leitura de "Pão de Açúcar" de Afonso Reis Cabral. Era um livro que tinha na estante há bastante tempo e que (...)
04.05.20

Abril

Rita
Se Março foi um mês de adaptação à nova rotina, Abril foi um mês muito mais tranquilo aqui em casa. Os nossos dias resumem-se a: teletrabalho, fazer comida, ver se o sol já espreita para aumentarmos a vitamina D no organismo, mais teletrabalho, fazer comida novamente, voltar a ver se o sol espreita, limpar a casa (que ultimamente se suja muito mais) e tentar fazer algum exercício para contrariar o sedentarismo A nível de leitura tenho lido em vários momentos, uns minutos (...)
16.04.20

Ler em tempo de coronavírus

Rita
Até indicação em contrário, as livrarias encontram-se fechadas em Portugal e em muitos outros países. Este seria um cenário bastante viável para uma distopia, nunca pensámos que a nossa vida pudesse ter tanto em comum com os cenários imaginários dos livros. As medidas impostas pelos governos dos vários países, e em particular do governo português, medidas que não crítico, levaram à queda nas vendas de muitos bens e serviços não essenciais, categoria em que se inserem os (...)
07.04.20

Últimas leituras

Rita
Numa época conturbada em que a vida parou,  aqui em casa somos uns privilegiados por poder estar em teletrabalho. Procuramos a calma e o equilíbrio entre o tempo e a disponibilidade para as leituras. A preguiça apodera-se de mim sempre que tento escrever a opinião sobre uma das minhas leituras mais recentes. Desde o início de 2020 li 6 livros. Posso finalmente dizer que li Cem Anos de Solidão (...)