Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Claro como a água

Claro como a água

31
Dez17

OPINIÃO | O Caminho Imperfeito

 

JLP.jpg 

Título: O Caminho Imperfeito

Autor: José Luís Peixoto

Ano da primeira publicação: 2017

Editora: Quetzal Editores

 

Se há algo relevante neste post e que merece ser retido é que foi com esta obra que José Luís Peixoto me conquistou. É certo que dele li apenas três livros para além deste último, talvez não tenha começado pelos melhores, este foi especial.

 

Porque escrevo? Escrevo porque quero que os meus filhos saibam quem sou. Tenho esperança de que estas palavras, misturadas com o que lhes mostro, sejam suficientes, sejam o máximo possível. Quero que me conheçam porque quero que se conheçam a si próprios. Quando eu já não possuir palavras, espero que regressem a estas e lhes encontrem significados que, agora, são inacessíveis. Espero que estas palavras os abracem. Escrever é a minha maneira de ser pai deles para sempre.

 

O Caminho Imperfeito é o regresso do autor à não-ficção, desta feita numa viagem até à Tailândia. O país é descrito através do olhar de José Luís Peixoto, que se terá deslocado por várias vezes ao país, e retratado através de ilustrações de Hugo Makarov. O livro está dividido em duas partes: a primeira sobre os sentidos e a cidade, numa evidente caracterização da cultura do país e dos costumes do seu povo, a segunda um registo autobiográfico através de vários episódios vividos pelo autor.

 

Não tem princípio nem fim, não é passível de descrição, é para ler devagar, saborear a viagem a Banguecoque, apreciar as passagens mais profundas.

 

Não sei como vou morrer, não sei se vou ter tempo para pensar. Mas muitas vezes, quando tenho de fazer avaliações importantes, imagino como seria se estivesse para morrer. E estou. Quem está vivo, está para morrer.

 

Esta leitura levou-me a procurar outras obras do autor e a querer ler mais "literatura de viagem". Dos melhores livros que li em 2017.

 

Classificação no Goodreads: 5/5 

13
Abr16

OPINIÃO | Em Teu Ventre

WmDev_635961356037029034.jpg

 Título: Em Teu Ventre

Autor: José Luís Peixoto

Ano de publicação: 2015

Editora: Quetzal Editores

 

Após ter lido Morreste-me, a obra em que José Luís Peixoto fala sobre a morte do pai, e que diga-se adorei, decidi que teria de experimentar outras obras do autor. Queria uma obra menos sentimentalista do que Morreste-me e assim cheguei a Em Teu Ventre, a mais recente novela do autor.

 

Nesta obra o autor retrata o Portugal da altura das aparições de Nossa Senhora em Fátima, entre Maio e Outubro de 1917. Achei curioso que o autor se tenha focado antes no ambiente vivido na época e não nos episódios das aparições, as aparições nem são descritas no livro. Fiquei com a ideia de que este livro "complementa" aquele em que são descritas as aparições.

 

Pela forma como o autor expõe os acontecimentos e o ambiente vivido aquando dos acontecimentos, consegue agradar aos dois grupos de leitores, os que acreditam que é tudo verdade, e os outros que acham que tudo não passou de um negócio.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

A Ler


goodreads.com

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Género

*

Tamanho

*

Autores Lidos