Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Qua | 05.04.17

Sobre os últimos 80 dias

Rita

Perdi a estabilidade de vista. Investi toda a minha energia num novo desafio. Peguei no livro Crónicas do Mal de Amor de Elena Ferrante, não fui além da página 20. Tentei O Remorso de Baltazar Serapião de Valter Hugo Mãe, fiquei-me pela página 95. Percebi que não estava a conseguir focar-me nos livros porque tinha a cabeça noutro sítio. Peguei n' A Arte da Base de Dados de Carlos Pampulim Caldeira, estava no caminho certo. Folheei vários outros livros técnicos. Deixei-me andar por aí.

 

Não escrevi. Não comprei livros. Não fui ao goodreads. Não vim ao blog. Não visitei outros blogs. Passei a frequentar a zona "técnica" das livrarias.

 

Mudei de ares. Mudei de emprego. Saltitei por vários projectos. Mudei de objectivos. Cruzei-me com o Ondjaki e tenho a sensação de que petrifiquei mesmo à sua frente. Descobri que chocolate preto não é assim tão mau. Comecei a beber café sem açúcar. 

 

Encontrei a estabilidade. Admirei a minha estante. Deliciei-me ao passar os dedos pelas lombadas, ao reler excertos e ao folhear os meus livros preferidos. Em 3 dias li 85 páginas de AvóDezanove e o Segredo do Soviético do Ondjaki.

 

80 dias volvidos, parece-me que tudo está finalmente a voltar ao "normal".

12 comentários

Comentar post