Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Sex | 08.07.16

OPINIÃO | Viver Depois de Ti (ou como eu consegui escrever uma opinião sem praticamente referir o livro)

Rita

WP_20160707_004.jpg 

Título: Viver Depois de Ti

Autor: Jojo Moyes

Ano da publicação: 2012

Editora: Porto Editora

 

Neste momento já consegui recuperar desta leitura, já não tenho os olhos vermelhos nem a dor de cabeça características de quem chora como se tivesse ocorrido uma enoooorme fatalidade. Estarei em condições de escrever sobre o livro? Não me parece, o melhor é não puxarem por mim.

 

Tenho por hábito evitar tudo o que sejam episódios melodramáticos, conversas demasiado sensíveis e tristes, livros e filmes, obviamente. Já vos contei que chorei durante todo - mesmo toooodo - o filme P.S I Love you? Pois, foi horrível. Só que desta vez não deu para evitar porque coagiram-me a ler Viver Depois de Ti de Jojo Moyes. Se acham que havia volta a dar estão enganados, na semana passada quando cheguei ao escritório em vez de "bom dia Rita" tinha à minha espera um "olha o que eu trouxe para ti, tens mesmo de ler, é tão bom!". 

 

Nunca tinha lido nada desta autora, até porque tinha a ideia, aparentemente correcta, de que os seus livros são muito sentimentais e emocionalmente violentos para o leitor. Não gostava muito do título, nem da capa desta edição, ainda hoje não gosto nem entendo este título, o original Me Before You faz muito mais sentido, pelo menos segundo a minha perspectiva. Dadas as circunstâncias lá me deixei levar pelo livro e adivinhem lá, foi outra montanha de emoções só que desta vez não é russa.

 

Não li a sinopse, não vi o trailer, não li opiniões e foi o melhor que podia ter feito, todos os acontecimentos foram inesperados e acabei por vivê-los intensamente com muitos sorrisos e algumas lágrimas à mistura. Adorei as personagens que a autora construiu, estão muito bem caracterizadas e ligam-se facilmente ao leitor. A escrita da autora é das melhores que já encontrei neste género literário, se assim não fosse provavelmente não teria conseguido passar-me uma mensagem tão forte.

 

Não é de todo um livro romântico, não gira em torno de uma história de amor, e com isto a autora conseguiu surpreender-me. Este livro dá-nos a conhecer uma história diferente e de uma perspectiva que, felizmente, poucos conhecem. Leva-nos a reflectir sobre a importância das ligações que criamos e sobre a forma como as pessoas que nos rodeiam são capazes de influenciar a nossa vida, mas mais importante do que isso é que faz-nos pensar sobre o direito de escolha que cada pessoa deve ter sobre a sua própria vida. 

 

Depois disto só tenho a agradecer a quem me proporcionou (e de forma gratuita) esta leitura arrepiante, obrigada Sandra! Vou certamente ler outras obras da autora, talvez uma por ano para evitar desidratar.

 

Deve ser a primeira opinião que escrevo em que não digo nada de jeito sobre o livro, desculpem-me por isso. Se lerem o livro vão agradecer-me mais tarde, pelo menos mentalmente.

 

Classificação no Goodreads: 5/5

26 comentários

Comentar post