Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Claro como a água

Qua | 22.06.16

OPINIÃO | Falar a Verdade a Mentir

 a.jpg 

Título: Falar a Verdade a Mentir

Autor: Almeida Garrett

Ano da primeira publicação: 1845

Editora: LusoLivros

 

Falar a Verdade a Mentir é uma comédia escrita por Almeida Garrett em 1845 sob a forma de peça de teatro. O livro é muito curto, tem apenas 65 páginas, pelo que se lê rapidamente.

O autor oferece-nos uma leitura hilariante, onde as mentiras se confundem com a verdade. O protagonista desta história é Duarte Guedes, um mentiroso compulsivo e noivo de Amália, que vê o caso mal parado quando o futuro sogro lhe diz que só permitirá o casamento se Duarte conseguir não mentir durante um dia.

 

Almeida Garrett utiliza o humor e a sátira para caracterizar a sociedade da época, em particular os valores (ou a falta deles) e os costumes da burguesia do século XIX: a ganância, a aparência e a falsidade.

 

Com uma escrita muito acessível e um sentido de humor refinado, Almeida Garrett consegue arrancar umas boas gargalhadas ao leitor.

 

Fica a dica para os interessados, podem descarregar a versão digital desta obra no site LusoLivros, faz parte do conjunto de obras portuguesas que está disponível gratuitamente e de formal legal. 

 

Classificação no Goodreads: 4/5

3 comentários

Comentar post