Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Claro como a água

Sex | 07.10.16

OPINIÃO | A Morte de Ivan Ilitch

6tag_071016-092638.jpg

 

Título: A Morte de Ivan Ilitch

Autor: Lev Tolstoi

Ano da primeira publicação: 1886

Editora: Leya 

 

Depois de me estrear nos russos com Nabokov e de me ter rendido a Dostoievski, chegou a vez de Tolstoi.

A Morte de Ivan Ilitch é um romance sobre a morte previsível e por vezes esperada, que o autor contrasta com a vida "mal vivida". Sempre me deixei fascinar por reflexões sobre a morte, tenho até uma mão cheia de autores preferidos no que toca a esta temática, as sensações, o tabu, a certeza de que todos terão a sua vez, é assustadoramente fascinante.

 

Tolstoi expõe o martírio de Ivan Ilitch aquando dos seus últimos dias de vida. No auge da dor, Ivan sente que não viveu como queria ter vivido. Exceptuando alguns momentos da infância, toda a sua vida foi triste e sabe-lhe a pouco.

 

“A história de vida de Ivan Ilitch foi das mais simples, das mais comuns e portanto das mais terríveis.”

 

Porque não começar por Anna Karenina ou Guerra e Paz? Porque achei, e continuo a achar, que não teria capacidade para aguentar tal responsabilidade. Agora que já li Tolstoi, ainda que sob a forma de um quase conto com menos de 100 páginas, posso afirmar que a escrita é majestosa e a leitura está muito longe de ser complexa e aborrecida. 

 

Para além da escrita e da temática, gostei particularmente da personagem principal, Tolstoi conseguiu a proeza de construir uma personagem muito completa e de a conseguir explorar a vários níveis.

 

A Morte de Ivan Ilitch é uma obra emocionalmente intensa, capaz de causar as mais variadas reacções aos seus leitores. Muito muito bom!

 

Classificação no Goodreads: 4/5

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.