Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Claro como a água

Seg | 05.09.16

De volta à realidade

Voltei! O blog esteve em piloto automático durante as últimas duas semanas e eu estive afastada de tudo, pelo menos assim parece.

 

Alguns minutos após "voltar" à realidade, descobri que vai ser publicado no dia 20 de Setembro um livro de contos ou pequenos textos de 8 autores portugueses. O desafio foi lançado pela Ordem dos Psicólogos para comemorar os seus 20 anos, os contos abordam a fronteira entre a sanidade mental e a loucura, entre a normalidade e a doença psíquica. Para além da temática super interessante, fiquei fascinada quando vi quem são os 8 fantásticos: Afonso Cruz, Dulce Maria Cardoso, Gonçalo M. Tavares, Joel Neto, Maria Teresa Horta, Nuno Camarneiro, Patrícia Reis e Richard Zimler. Esta compilação de contos denominada Uma dor tão desigual vai ser publicada pela editora Teorema e já está na minha lista.

 

 

Em Outubro a Porto Editora irá publicar o novo romance de Valter Hugo Mãe. O autor que está a comemorar 20 anos de vida literária escolheu o Japão para cenário do romance Homens imprudentes.

 

Parece que na inauguração da Feira do Livro do Porto o Presidente da República recomendou ao Primeiro-Ministro e a Passos Coelho a leitura das obras de Elena Ferrante. Se ainda não leram, mesmo após a minha insistência, oiçam o Presidente.

 

Em Novembro será publicado o último volume da saga escrita por Carlos Ruiz Zafón. Aos primeiros três volumes: A Sombra do Vento (2001), O Jogo do Anjo (2008) e O Prisioneiro do Céu (2011) seguir-se-á El Laberinto de los Espíritus. Estou com tanta vontade de reler os três primeiros volumes!

 

 

Um grande clássico juvenil será publicado pela Guerra & Paz e integrará a colecção de clássicos da editora, refiro-me  à obra As Mulherzinhas de Louisa May Alcott.

 

 

Não tenho lido tanto estas férias como leio habitualmente, terminei a leitura de A Menina Que Fazia Nevar de Grace McCleen e li As Serviçais de Kathryn Stockett, vou publicar a minha opinião aqui no blog durante os próximos dias. Estou actualmente a ler A Gramática do Medo de Maria Manuel Viana e Patrícia Reis, está a ser surpreendentemente bom mas acho-o demasiado pesado para ler nas férias. Depois deste talvez tenha de pegar em algo mais leve para aguentar o resto da semana de descanso.

 

E vocês, já voltaram à realidade? Como vão essas leituras?

10 comentários

Comentar post