Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Ter | 02.05.17

Breves: o preço dos livros, outra vez

Rita

Já disse que ando a ler A Insustentável Leveza do Ser de Milan Kundera. O livro faz inúmeros referências ao clássico Anna Karenina do Tolstoy. Se já antes andava tentada a ler esta obra-prima, nos últimos dias percebi que o momento chegou e que ia finalmente comprar um exemplar de Anna Karenina (os da biblioteca não chegam, preciso de o ter na minha estante). Assim, hoje, em vez da terapia habitual da hora de almoço (eu, um banco de jardim e um livro) fui, de sorriso na cara e em passo rápido, até à livraria mais próxima. Procurei sem sucesso, perguntei ao funcionário que, para não arruinar o momento, confirmou ter vários exemplares de uma das várias edições portuguesas deste clássico, escrito em 1877. Trouxe-a, admirei-a, era bonita, li o prefácio, estava em êxtase. Virei o livro e vi a etiqueta: €27. Em vez de desmaiar ou começar aos gritos, pousei o livro e fugi. Ainda não estou refeita do susto.

26 comentários

Comentar post