Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Claro como a água

Um blog para os apaixonados por livros, ou para quem procura um livro para ler

Claro como a água

Um blog para os apaixonados por livros, ou para quem procura um livro para ler

Top 5 às Quintas | Autores mais lidos

19.12.19

Esta semana, enquanto relia um dos livros do meu escritor preferido, dei por mim a pensar que já tinha lido quase todas as suas obras e que ele seria provavelmente o autor que mais li. Decidi analisar a lista de livros que li e perceber quem foram esses autores. Foi assim que cheguei ao top desta semana, o Top de autores que mais li, são eles:

Top5.png

Como autor mais lido, facto que reflete a adoração que tenho pelas suas obras, está Afonso Cruz. Li 11 livros, dos quais fazem parte alguns daqueles livros que guardo com carinho na estante que tenho junto ao coração. Estou atualmente a reler Para Onde Vão os Guarda-Chuvas, podem consultar a opinião que escrevi sobre o livro se vos interessar, foi o primeiro livro que li do autor e é, até ao momento, o meu preferido.

O segundo autor que mais li também é um escritor lusófono, nascido em Angola, de nome Ondjaki. Li 8 dos seus livros, tendo um carinho especial por 2 deles, talvez por terem sido os primeiros que li: Uma Escuridão Bonita, cuja opinião pode ler aqui, e AvóDezanove e o Segredo do Soviético, cuja opinião também podem ler aqui no blog.

Em terceiro lugar está a rainha do crime Agatha Christie. Li 7 dos seus livros tendo claramente um preferido de entre os 7 que li: As Dez Figuras Negras, cuja opinião podem ler aqui

Na quarta posição está novamente um escritor lusófono, Valter Hugo Mãe, com 6 livros lidos. Os meus preferidos são A Máquina de Fazer Espanhóis, com opinião aqui, e A Desumanização, cuja opinião podem ler aqui

Em quinto lugar está Harlan Coben, um escritor americano que escreve maioritariamente, se não mesmo exclusivamente, policiais. Do autor li um total de 6 livros, maioritariamente quando ainda era adolescente.

 

E por aí, quais foram os autores que mais leram?

Lista de Natal

18.12.19

Wishlist_.png

1. Jesus Cristo bebia Cerveja de Afonso Cruz, Wook | 2. Camisola, Wowvkl | 3. Capa para telemóvel, Teepublic | 4. A vida em surdina de David Lodge, Wook | 5. O Homem em Busca de um Sentido de Viktor E. Frankl, Wook | 6. Caneca, Etsy | 7. Capa para telemóvel, Teepublic

O Natal é um excelente pretexto para criarmos listas, em particular listas de desejos!

Considero-me bastante seletiva nos livros que adiciono à minha lista de desejos literários, ainda assim é uma lista algo extensa. No topo da lista está um livro que já li e que adorei, mas que não tenho na estante: Jesus Cristo bebia Cerveja de Afonso Cruz. Essencial na minha coleção do autor e um livro que quero reler. Seguem-se outros dois que ficariam tão bem na minha estante, são eles A vida em surdina de David Lodge, um romance, e O Homem em Busca de um Sentido de Viktor E. Frankl, uma obra de não-ficção.

No que se refere a outros interesses livrescos tenho várias preferências que provavelmente despertarão o interesse dos amantes de livros em geral. Entre camisolas, capas para o telemóvel e canecas, qualquer um destes objetos faria de mim uma leitora ainda mais feliz!

 

Top 5 às Quintas | Livros por ler há mais tempo na estante

12.12.19

Tenho vários livros por ler, já lhes perdi a conta, mas sei quais são aqueles que tenho há mais tempo na estante e são esses que constituem o Top de livros por ler que tenho há mais tempo na estante.

Não identifico nenhum motivo que justifique ainda não ter lido estes livros, creio que o preconceito juntamente com a existência de outras obras que me interessam mais, poderá justificar em parte alguns destes livros estarem há mais de 4 anos na estante.

Top5.png

 

Comprei o clássico Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Márquez em agosto de 2015. Saiu uma vez da estante quando tentei lê-lo, bem, talvez tentar não seja o termo apropriado pois na realidade apenas li as primeiras duas páginas em jeito de curiosidade e voltei a colocá-lo na estante, desde então permanece por lá.

A Fúria dos Reis de George R. R. Martin foi comprado quando terminei o primeiro volume da série, em setembro de 2015. Comprei de uma só vez os segundo e terceiro volumes mas confesso que com o segundo livro o entusiasmo esmoreceu e acabei por não pegar logo no terceiro volume, o que hoje sei ter sido um erro.

Também em setembro de 2015, por recomendação de um amigo, comprei Uma Conspiração de Estúpidos de John Kennedy Toole. Não sei se algum dia o irei ler.

Para a minha coleção de clássicos de capa rija da Civilização Editora, comprei em fevereiro de 2016, o Coração Impaciente de Stefan Zweig. Do mesmo autor já havia lido o Vinte e Quatro Horas na Vida de uma Mulher que me agradou imenso.

Na tentativa de ler mais Murakami, comprei, em maio de 2016 o Kafka à Beira-Mar. Tenho sempre algum receio de começar um dos seus livros e perceber que é "demasiado fantástico" para o meu gosto, creio que é esse receio que me mantém afastada das suas obras.

 

O Top 5 termina com um livro comprado em maio de 2016, há cerca de 3 anos e meio. Desde então comprei alguns livros que ainda não li, mas estes são aqueles a que deveria dar atenção nos próximos tempos. Quem sabe esse possa ser um objetivo para 2020.

Boas leituras!

Playlists de Natal

10.12.19

Adoro a magia desta altura do ano. As luzes, as cores, os cheiros, o frio de dezembro, o convívio com as pessoas que gostamos de ter por perto. Ao longo dos anos tenho associado playlists a esta época, seja no momento de decoração da casa com adereços natalícios, a fazer o jantar ou a ler um livro. Tudo fica mais mágico com uma banda sonora natalícia, seja ela mais em jeito de karaoke ou para descontrair, há pela internet fora playlists para todos os gostos e momentos.

Fugindo do estereótipo que são as músicas mais comerciais desta época e que inundam as rádios e redes sociais por este mundo fora, hoje quero partilhar duas das playlists que mais tocam no meu telemóvel nesta época, seja em casa, nos transportes ou no emprego.

 

Christmas Coffeehouse

Uma banda sonora harmoniosa, ideal para momentos que requerem mais serenidade, seja a trabalhar, a estudar ou num momento de descontração, é a minha escolha para a ceia de Natal.

 

Christmas Carols 

Outra banda sonora calma mas com mais energia do que a anterior, composta por diversos cânticos de Natal. É a minha escolha para entrar nesta época festiva pois as músicas têm tudo o que é necessário para imbuir em mim o verdadeiro espírito natalício.

 

Quais são as vossas playlists de Natal preferidas?