Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Claro como a água

Qui | 31.12.15

Em 2016 vou

Rita

Ler um autor português por mês

Gastar no máximo €30 por mês em livros

Passar no exame da certificação que me foi proposta

Continuar a ser uma pessoa ativa

Conseguir comer menos porcarias

Passear mais aos fins-de-semana

Usar a agenda durante todo o ano

Ter | 29.12.15

OPINIÃO | O Luto Elias Gro

Rita

O Luto de Elias Gro

 

Título: O Luto de Elias Gro

Autor: João Tordo

Ano de Publicação: 2015

Editora: Companhia das Letras

 

Foi o primeiro livro que li do autor João Tordo e não será com certeza o último.

Nesta obra vivemos várias histórias: a do protagonista, cujo nome não é revelado, o presente e o passado de Elias Gro na pequena ilha e ainda a misteriosa personagem que é o escritor Lars Drosler.

O novo habitante da ilha, o protagonista sem nome, passa a habitar o farol abandonado e tem por companhia o livro História Universal da Infâmia de Jorge Luís Borges, a bebida e aos poucos também a companhia de Cecília, a filha de Elias Gro. É Cecilia a única pessoa que o vai conseguindo despertar.

A narrativa de João Tordo toca-nos o coração e a alma, chega-nos onde a maioria dos escritores não consegue chegar. Fala-nos na perda, no sentimento de impotência e vazio que o ser humano experimenta. João Tordo é sem dúvida um autor que pretendo seguir.

 

Citações Preferidas:

"Sei agora o que nunca soube – que o amor encontra o seu estado mais puro quando julgamos que o fim chegou."

 

"Parece que o lugar onde estamos nunca é suficientemente agradável. Deixa-me ver se acolá se está melhor. E, quando lá chegamos, percebemos afinal que a vida também estava a acontecer onde estávamos. Mas agora já estamos acolá e não podemos regressar, porque a vida também acontece acolá."

 

Classificação no Goodreads: 5/5

 

Sab | 19.12.15

Fui à Biblioteca

Rita

Não fazia ideia de que a biblioteca da zona onde eu moro tinha muitos dos livros que quero ler, alguns até publicados durante o último ano.

Também não imaginava que uma biblioteca daquelas tivesse um site onde é possível consultar os livros que podem ser alugados bem como a sua disponibilidade.

Já tenho cartão de leitor e trouxe logo três livros:

O Luto de Elias Gro de João Tordo

Morreste-me de José Luís Peixoto

Se isto é um Homem de Primo Levi

 

Um presente de Natal antecipado!

Ter | 01.12.15

OPINIÃO | Mataram a Cotovia

Rita

Mataram a Cotovia

Título: Mataram a Cotovia

Autor: Harper Lee

Ano de Publicação: 2012

Editora: Relógio D'Água

 

Brilhante é a palavra certa para descrever esta obra. As personagens são fascinantes, a narrativa é fantástica e a escrita deliciosa. 

O facto de a história ser narrada por uma criança (uma menina de nome Scout) leva-nos a olhar para os acontecimentos de uma forma diferente do habitual.

A autora consegue descrever a vida de Scout entre os seus 6 e 9 anos, numa época bastante complicada marcada por temas sérios como o racismo e a escravatura, sempre relatados segundo a perspectiva de Scout. 

A autora conseguiu incluir um toque de humor ao longo de toda a narrativa e deixar-nos apaixonados pela personagem Scout.

O livro proporcionou-me uma leitura tão mas tão boa, tão diferente do que habitualmente experimento ao ler outros livros. Recomendo a leitura e vou querer reler a obra mais tarde! Um dos meus favoritos.

 

Classificação no Goodreads: 5/5

 

Ter | 01.12.15

Quem sou eu

Rita

Vivo entre os números e as letras. Sou uma mulher da Matemática e adoro ler. Leio com regularidade nos transportes até ao emprego, vou à livraria na hora do almoço e à biblioteca aos fins-de-semana. Colecciono moedas. Tenho vários ataques de devaneio e loucura saudáveis. Sou muito impaciente.

 

Não estou a construir um blog literário mas é quase isso.

Desabafos. Planos. Opiniões. Pensamentos.

Um pouco de tudo o que leio e vejo por aí. Um pouco de mim.