Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Claro como a água

Claro como a água

18
Mar16

OPINIÃO | Persuasão

 

 

Título: Persuasão

Autor: Jane Austen

Ano da primeira publicação: 1818

Editora: Civilização Editora

 

Este não foi o primeiro romance que li da autora Jane Austen, há uns anos li Orgulho e Perconceito e adorei. Persuasão foi publicado em 1818, após a morte da escritora inglesa, em 1817, e foi também a última obra completa que Jane Austen escreveu.

 

A história deste romance gira em torno de Anne Elliot, uma mulher culta, sensata, crítica aos preconceitos sociais da época. A narrativa tem início 8 anos após o fim do romance entre Anne e o Capitão Frederick Wentworth. Não gosto de spoilers e por isso não vou partilhar detalhes da relação entre os dois, apenas um pequeno excerto:

 

"Não poderia ter havido um par de corações tão aberto, nem gostos tão similares, sentimentos tão harmoniosos, comportamentos tão amados. Agora eles eram como dois estranhos; não; pior do que estranhos pois nunca poderiam vir a se reconhecer. Viviam um afastamento perpétuo."

 

Apesar de se centrar numa história de amor, este clássico é bem mais do que isso. Jane Austen transporta-nos até à Inglaterra do século XIX para nos mostrar uma sociedade caracterizada pelo estatuto social, luxos, jantares e festas, onde o "bom nome de família" e o dinheiro são tudo o que importa.

 

Gostei da personagem principal, Anne Elliot, ainda que a achasse pouco decidida e demasiado fácil de persuadir, mostrou ser uma mulher sensata e com um pensamento crítico fora do comum para a época.

 

Também neste romance é evidente a crítica de Jane Austen ao papel da mulher na sociedade da época, já falei desse assunto na review ao livro Um Quarto Só Para Si de Virginia Woolf, quero apenas fazer referência a um excerto do livro onde essa crítica é evidente:

 

Capitão Harville: "Não creio  que tenha jamais aberto um livro na minha vida que não tivesse qualquer coisa a dizer acerca da inconstância das mulheres (...)".

 

Anne Elliot: "É possível. Sim, sim, por amor de Deus, não apele para os exemplos dos livros. Os homens possuem todas as vantagens sobre nós, ao contarem-nos as suas histórias. Têm usufruído de uma educação muito mais desenvolvida, e a pena tem estado quase exclusivamente nas suas mãos. Não admito que os livros provem qualquer coisa"

 

 Jane Austen envolve-nos, uma vez mais, numa escrita fluida e apaixonante e num enredo que nos deixa com as emoções à flor da pele.

 

 Classificação no Goodreads: 4/5

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

WOOK - www.wook.pt

A Ler


goodreads.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D