Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Claro como a água

29
Dez16

OPINIÃO | Os 3 Casamentos de Camilla S.

6tag_291216-172140.jpg 

Título: Os 3 Casamentos de Camilla S.

Autor: Rosa Lobato de Faria

Ano da primeira publicação: 1997

Editora: Leya

 

Os 3 Casamentos de Camilla S. é o primeiro livro de Rosa Lobato de Faria que me passa pelas mãos (e olhos). Foi uma compra por impulso numa altura em que procurava um livro diferente do que costumo ler. 

 

Fiquei surpreendida com a escrita da autora, muito simples e suave mas com uma pitada de poesia que a torna encantadora. Esperava algo mais descritivo e pesado, tinha claramente a ideia errada. Entretanto já fui pesquisar outras obras da autora, pretendo explorar ainda mais a literatura portuguesa e Rosa Lobato de Faria fará certamente parte da lista.

 

Este romance reúne várias entradas do diário de Camilla, desde a sua infância até aos seus noventa anos, funcionando como autobiografia. Queria escrever um pouco mais sobre a história mas não vejo como fazê-lo sem contar demasiado. Já devem ter percebido que a Camilla se casa três vezes, o título é bastante sugestivo a esse nível, mas não vou adiantar pormenores. Tive algumas dificuldades em perceber se gostei da personagem Camilla, comecei por gostar da sua personalidade forte, mas não compreendi algumas atitudes e percebi que temos opiniões distintas acerca de diversos pontos.

 

Se há algo que quero realçar acerca da experiência que foi ler Os 3 Casamentos de Camilla S. é a ligação que a autora cria com o leitor, ou talvez deva antes escrever: com a leitora. Um pouco ao jeito de Elena Ferrante (por favor não elevem demasiado as expectativas ao ver o nome Elena Ferrante metido ao barulho!), também Rosa Lobato de Faria consegue levar o leitor a rever-se nas suas personagens, mostrando dominar o universo feminino e conseguindo assim criar uma relação especial com o leitor.

 

 

"Na tua barriguita e na de todas nós, mujeres, há um baguito de romã que amadurece e Deus manda os seus anjos fazerem o ninho onde pode ser deixada uma semente. Se a semente não vem, o ninho se desmancha e suas penas de sangue deixam o corpo da mulher. E outra lua e outro nido e lua atrás de lua e mês atrás de mês e nido atrás de nido, até que a semente venha fecundar o bago de romã. E assim se forma um fruto de vida que ganhará coração e mãos e tudo. E será um menino ao fim de nove luas. Quando a boca do teu corpo expelir pela primeira vez sangue abandonado, serás (que alegria) mujer, (que tristeza) mujer..."

 

 

Agora que já passaram alguns dias desde que terminei a leitura é que me apercebo de que não me recordo bem das personagens nem da história em sim, o que ficou desta leitura foi mesmo a escrita da autora e a ligação que consegue criar com o leitor. Rosa Lobato de Faria já faz parte dos meus planos para 2017!

 

Classificação no Goodreads: 4/5

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

WOOK - www.wook.pt

A Ler


goodreads.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D