Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Claro como a água

08
Jun16

OPINIÃO | A Casa dos Espíritos

 WP_20160602_003.jpg 

Título: A Casa dos Espíritos

Autor:  Isabel Allende

Ano de publicação: 2013

Editora: Porto Editora

 

Este é um daqueles livros que nos deixam sem palavras. Já passaram alguns dias desde que terminei a leitura mas nem assim consigo encontrar as palavras certas para me expressar.

 

Em A Casa dos Espíritos, Isabel Allende apresenta-nos a família Trueba ao longo de três gerações. Em cada uma das gerações a autora foca-se num elemento feminino da família, inicialmente Clara, seguindo-se a sua filha Blanca e a neta Alba. Fiquei fascinada pela forma como a autora conta a história desta família, cobrindo diferentes gerações sem perder o "fio à meada", não existe uma desconexão, a passagem de uma geração para a seguinte é natural.

 

As personagens que a autora criou têm personalidades muito fortes e distintas, sendo muito fácil ligarmo-nos a qualquer uma delas. Da mesma forma que é fácil gostar de qualquer uma das personagens, também é fácil não gostar ou deixar de gostar.

 

Achei o livro um pouco denso, não só devido à escrita da autora, caracterizada por parágrafos e frases bastante longos, mas também pelos momentos bastante descritivos presentes ao longo de toda a obra. No entanto, Isabel Allende prende qualquer leitor com as histórias de amores e desamores desta família e as personagens brilhantes que dela fazem parte.

 

"Algumas vezes sofria ataques de asma. Então chamava a neta com uma campainha de prata que andava sempre consigo e Alba acudia a correr, abraçava-a e curava-a com sussurros de consolo, pois ambas sabiam, por experiência, que a única coisa que pára a asma é o abraço prolongado de um ser querido."

 

Enquanto nos conta a história desta família, a autora transporta-nos até ao Chile entre as décadas 20 e 70, período marcado pelo golpe de estado e a ditadura. É com esta forte carga política que a autora liga a ficção à realidade e cria uma história arrebatadora!

 

Não se deixem enganar pela capa, eu cá não lhe achei piada nenhuma, e dediquem umas horinhas do vosso tempo à família Trueba. Muy bueno!

 

Classificação no Goodreads: 4/5

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

WOOK - www.wook.pt

A Ler


goodreads.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D