Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Claro como a água

06
Mai16

DESAFIO | Listas de Livros #2

Continuando na onda das listas, lembrei-me de partilhar convosco a minha lista de Livros de que toda a gente gosta, menos eu! 

 

Infelizmente acontece com frequência criar falsas elevadas expectativas sobre um livro após ler opiniões de outros leitores ou ao reparar na classificação dos livros no goodreads. Coisas do género: "é uma obra-prima", "fartei-me de chorar", "foi incrível", "não vou conseguir ler outro livro nos próximos tempos" funcionam muitas vezes como publicidade enganosa (não intencional) para outros leitores.

Ultimamente a minha lista de Livros que toda a gente gosta, menos eu! tem aumentado, só posso concluir que estou a tornar-me numa leitora exigente :D

 

1 - Frankenstein de Mary Shelley

Esta é a minha maior vergonha literária. Onde está o terror querida Mary? Foi quase doloroso ler este clássico, foi aborrecido, a escrita não é nada fácil, só não o deixei a meio porque é relativamente pequeno. Dá sono, muito sono!

 

2 - O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares de Ransom Riggs

Fantástico não é bem a minha praia, sou capaz de ler um ou dois livros do género por ano, e digo em minha defesa que quando li este até estava com disposição para as cenas paranormais e assim, mas foi chato. A história é confusa, o autor tentou escrever uma história de terror para crianças (que sentido terá isto?), as fotografias foram a única coisa de que gostei.

 

3 - Se Isto é um Homem de Primo Levi

Vergonha número dois. Não queria nada deixar esta 'obra prima' pela metade, respeito muito o senhor e tudo o que ele passou, e a verdade é que consegui chegar ao final (o truque está em saltar os parágrafos aborrecidos, que são quase todos). Não é para mim!

 

4 - A Terceira Condição de Amos Oz

Não encontrei nada de especial na escrita de Amos Oz, a história é banal e as personagens demasiado superficiais. Não vejo o escritor de que todos falam. Mais do mesmo aqui.

 

5 - Para a minha Irmã de Jodi Picoult

420 páginas, Jodi? Para mim um terço teria sido suficiente.

Ainda que a temática esteja bastante longe da ficção a história pareceu-me demasiado irrealista. Nem sequer chorei, eu que choro facilmente por causa dos livros! Se quiserem mesmo ver como não tenho coração, leiam a opinião aqui.

 

Posto isto, acho que muitos de vós deixarão de visitar o blog. No entanto, se houver por aí alguém que também não tenha gostado de pelo menos um destes livros, digam-me. Gosto de saber que no estoy sola!

 

14 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

WOOK - www.wook.pt

A Ler


goodreads.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D