Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Claro como a água

Claro como a água

18
Jul16

Balbúrdia na mesa de cabeceira

Ando um bocado perdida por entre a pilha de livros que tenho na mesa de cabeceira, acho que nunca tive tantos livros em mão como agora. Vamos lá tentar pôr ordem neste caos.

 

Terminei recentemente o Mayombe do Pepetela, atribuí 3 estrelas a esta leitura, a temática não me agradou e esperava um bocadinho mais do autor, em breve publicarei uma opinião mais detalhada.

Mayombe

 

Continuo a ler O Livro do Desassossego de Fernando Pessoa, é um livro para ser lido aos poucos e para ser bem saboreado. Claro que estou a adorar, é impossível não gostar da escrita deste senhor.

 

Livro do Desassossego

  

 

Estou ainda a ler o Roteiro do Céu de Guilherme de Almeida, na tentativa de aprender a olhar para o céu nocturno. Em apenas algumas páginas já aprendi muitas noções básicas, já consigo identificar a Ursa Maior, Ursa Menor e a Cassiopeia (yeah) e até já aprendi que alguns dos pontinhos que pensamos serem estrelas são na realidade planetas. Se houver por aí alguém interessado nesta temática (e que também se sinta um nabo, como eu), este livro parece-me ser indicado para quem não percebe nadinha de estrelas, planetas e outros pontos brilhantes no céu. É muito básico, tem mapas celestes e o mais importante, é destinado aos leitores do hemisfério norte, em particular aos observadores portugueses. Também é importante dizer que o livro é barato.

 

 

Já comentei por aqui que ultimamente tenho lido muitos livros emprestados, sou forçada a dar prioridade a esses livros, se há coisa de que não gosto nem um bocadinho é de ter em casa livros que não são meus por mais tempo do que o necessário (e razoável). Desta feita tive de começar a ler A Viúva de Fiona Barton. É um thriller policial publicado recentemente em Portugal, dada a euforia que tenho presenciado e a recomendação da pessoa que me emprestou o livro, esperava um bocadinho mais, já li mais de dois terços do livro e não me sinto presa como geralmente acontece com livros do género, vamos ver como termina.

 A Viúva

 

Talvez não saibam mas estou rodeada de pessoas que zelam pelo meu bem-estar (ainda que sejam pessoas que não gostam lá muito de ler), uma dessas pessoas ofereceu-me um livro na sexta-feira e eu fui incapaz de o pôr de lado. É um livro divertido sobre coisas horríveis, com uma capa hilariante e sobre o qual tenho grandes expectativas, falo de Furiosamente Feliz de Jenny Lawson. Li poucas páginas mas já deu para soltar umas gargalhadas.

 

Furiosamente Feliz - Um livro divertido sobre coisas horríveis

 

Não posso começar mais nenhum livro enquanto não terminar um destes, não me oriento nem tenho pedalada para tanto. Assim sendo, o Eu sou a Árvore de Possidónio Cachapa ficará na estante à espera de vez. Depois desse tenho de me dedicar a outro policial que me emprestaram e sobre o qual nada sei (para não variar), O Devorador de Lorenza Ghinelli. E então finalmente conto pegar no livro O Assassinato de Roger Ackroyd de Agatha Christie.

 

Picture1.png

 

Depois de arrumar as ideias só me resta perguntar-vos se têm algum segredo para conseguir ler vários livros ao mesmo tempo e também se já leram algum destes livros.

 

Boas leituras e boa semana!

13 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

WOOK - www.wook.pt

A Ler


goodreads.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D