Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Claro como a água

Claro como a água

29
Fev16

OPINIÃO | O Monte dos Vendavais

 :

Título: O Monte dos Vendavais

Autor: Emily Brontë

Ano da primeira publicação: 1847

Editora: Civilização Editora

 

O Monte dos Vendavais é um daqueles livros obrigatórios que já andava para ler há muito muito tempo. Comprei a edição da coleção Novos Clássicos da Civilização Editora, muito bonitinha, com uma breve introdução à história, uma árvore genealógica da família Earnshaw e uma pequena biografia da autora.

 

Li este livro no âmbito do desafio Limpar a Estante, tinha expetativas bastante elevadas, muito devido às opiniões que li no goodreads, mas também por ter sido (de longe) o livro mais votado para o desafio.

 

Pois, não consigo esconder a minha desilusão. Demorei a entrar no ritmo, achei a escrita um pouco complicada e não consegui gostar das personagens. Não sei se foi apenas o facto de todas as personagens serem vis ou se foi por a autora não aprofundar as personalidades das personagens, creio que foi um misto dos dois.

 

A personagem de que mais gostei foi o Hareton, ainda que também ele tenha começado por ser bastante arrogante e desprezível, o amor de Cathy conseguiu moldá-lo e torná-lo numa pessoa amável e interessante. Não gostei nem um bocadinho de Catherine, aquela mulher consegue ser mais louca e egoísta do que o Heathcliff, acerca deste último prefiro nada dizer. Cheguei a gostar de Ellen Dean mas alguns comportamentos completamente inesperados e despropositados fizeram-na ser apenas mais uma no meio de tantos.

 

Apesar de não ter gostado das personagens, a verdade é que o romance entre Catherine e Heathcliff, aliado à escrita de Emily Brontë, tornaram a leitura suficientemente interessante (para não adormecer no autocarro e assim conseguir terminar a leitura) 

Não é a história arrebatadora que esperava que fosse, mas a escrita de Emily vale por muitos dos pontos negativos, e olhando para trás, considero que foi uma leitura agradável.

 

"Ele nunca há de saber como eu o amo, não porque seja elegante mas porque é mais eu que eu própria. Seja lá do que for de que as nossas almas sejam feitas, a minha é igual à dele..."

 

"Nunca mais lá voltarei, senão uma vez, e então deixar-me-ás e ficarei lá sozinha para sempre. Na próxima primavera desejarás novamente ter-me debaixo deste teto, e, olhando para o passado pensarás que eras feliz hoje."

 

Classificação no Goodreads: 3/5

 

25
Fev16

OPINIÃO | História da Menina Perdida

 :

Título: História da Menina Perdida

Autor: Elena Ferrante

Ano de Publicação: 2016

Editora: Relógio d'Água

 

Perda, é essa a palavra que caracteriza a obra e também o meu sentimento ao ler a última frase da história de Lenú e Lila. Chegou ao fim. Sinto que fui abandonada e parte de mim recusa-se a começar a ler qualquer outra obra enquanto não fizer o luto a esta. 

É difícil escrever sobre este livro sem referir os restantes livros da tetralogia A Amiga Genial, mas é ainda mais difícil escrever sobre qualquer um dos livros e sobre a série sem spoilers. 

 

"Os livros escrevem-se para se fazerem ouvir, não para estarem calados."

 

Não consigo perceber se gostei mais ou menos deste volume do que os outros, mas acho que quem não gostou dos outros três volumes, também não vai gostar deste. Se este volume deixou alguns pontos bastante claros, também deixou muitos outros em aberto, por exemplo:

Onde começa a ficção e termina a realidade? Será Elena a personagem Lenú ou Lila? Claro que o facto de ninguém saber quem é Elena Ferrante torna muito difícil responder a estas perguntas.

Para não escrever mais do que devo, deixo apenas uma das passagens de que mais gostei:

 

"Tem a ver, sempre e apenas, com nós duas: ela que quer que eu dê aquilo que a sua natureza e as suas circustâncias a impediram de dar, e eu que não consigo dar aquilo que ela pretende; ela que se irrita com a minha insuficiência, e por represália me quer reduzir a nada, como fez consigo mesma, e eu passei meses, meses e meses a escrever, para lhe dar uma forma que não perca os contornos, e lhe bater, e a acalmar, e assim por minha vez me acalmar."

 

Certo é que esta tetralogia entrou na minha lista de favoritos e Elena Ferrante é um dos meus escritores preferidos.

Leiam Elena Ferrante, vale mesmo a pena! Eu conto ler tudo o que conseguir.

 

Classificação no Goodreads: 5/5

 

 

Pág. 1/8

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

WOOK - www.wook.pt

A Ler


goodreads.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D